O (Dia do) Pai

2019, As Minhas Coisas

As mães têm, em muitos casos, o grande destaque na vida de qualquer pessoa. São elas que nos geram, amamentam. Mas e os pais? Será que não merecem esse destaque? Merecem, e muito! E vou dizer-vos o porquê de amar tanto o meu pai, mesmo quando acho que as palavras o dizem melhor que um gesto verbal.

Anúncios

Será que ler se tornou um luxo?

2019, As Minhas Coisas

Este é, talvez, um tema sensível. Um tema em que me tenho debruçado à medida que me vou apercebendo de certas questões que acontecem no nosso mercado. A verdade é que ler parece que se tornou um luxo para os livros traduzidos. Os preços dos livros são caríssimos. É certo que já não estamos no tempo em que todos os livros eram taxados aos 19€ e os mais conhecidos a passar os 22€. Surgiram novas faixas de preço e que, em muitos livros, parecem condizer com o número de páginas. Porém, tenho-me deparado como em muitos casos, ler é difícil. E vou começar pelos eBooks.


Vendidos 11,8 milhões de livros em Portugal Comercializadas menos 120 mil unidades em 2017. Mas mercado gerou mais dinheiro.*

(*) – Retirado de CM. Link da notícia no final do post.

Há anos que se falam dos eBooks, e há anos que existem dispositivos próprios para a leitura de livros neste formato. Porém, qual a minha surpresa, quando me deparo com eBooks com preços praticamente iguais aos seus gémeos físicos? Foi muito grande. Eram diferenças de dois a três euros. E a pergunta surge: como é que isto é possível? Como é que algo que não está impresso, e que dispensou de parte dos custos do livro físico, pode ter um preço tão elevado? Porque é que não acontece como no mercado americano ou inglês? Bem… verdade seja dita, a resposta está no nosso mercado e no livro físico.

DIÁRIO DE VIAGEM – O Último Dia (#FOTOPOST)

2019, As Minhas Coisas

Já dizem que tudo o que é bom, acaba depressa, não é? Foi assim connosco. Estávamos tristes por o que choveu equivaler a quase dois dias. Conseguimos na mesma passear e conhecer, mas foi sempre diferente. Porém, pela manhã de quarta-feira, algo fantástico aconteceu. Apesar da chuva que nos acordara pela manhã, o céu abriu pelas 10h. Foi maravilhoso e mal pudemos esperar para voltar a percorrer as ruas que no dia anterior tínhamos visto com sol, antes da chuva nos atirar para o hotel.

Quarta-feira, 6 de março – 10h30

As malas já estavam connosco quando estacionamos num parque no centro da cidade. Eram as últimas horas e estava na hora de rever o que nos tinha atraído no dia anterior. Em especial uma loja da Fini, com as suas fantásticas gomas, e percorrer por completo a Rua Príncipe – a rua mais famosa de Vigo.

Como promover um livro?

2019, O Caderno do Diogo

O Caderno do Diogo: Promover o livro

Nem acredito que esta rubrica está quase a ficar concluída. Que dentro dos próximos meses poderão ter estas entradas adaptadas para o EBOOK e ainda com conteúdo exclusivo a essa edição gratuita. Nunca quis dar-vos um guia. Nem definir o que digo como certo. Afinal de contas eu próprio vou aprendendo, e havendo uma heterogeneidade no ser humano, o mesmo é aplicável na escrita. Somos todos diferentes e todos nós temos diferentes histórias e formas de a contar dentro de nós.

Mas posta esta introdução saudosa de lado, quero falar-vos de como é promover um livro e de como o podemos fazer. Têm ideias? Se sim, quero saber de todas após lerem esta entrada. Mal posso esperar!

Diário de Viagem – Dia 3 & 4 (#Fotopost)

2019, As Minhas Coisas

Estamos no terceiro dia desta aventura. Estamos quase a abandonar Santiago para nos instalar em Vigo, cidade que vamos explorar por um dia e meio. Os cintos já estão postos, pelo que vamos prego-a-fundo. Vamos até à Ilha da Tocha, na Corunha.

No fim, os dois morreram

2019, As Minhas Leituras

Fiquei a conhecer este livro mesmo na altura em que acabara de receber um KOBO. Estava a ver notícias ligadas ao cinema quando me dei conta de que a HBO, com o JJ Abrams, iria adaptar o livro They Both Died at the End. O presságio no título é notório. É impossível de ignorar. Mas nessa impossibilidade dei conta de como era possível haver sentidos ocultos nele. E com isto li-o entre Portugal e Espanha. Li-o numa semana, e preciso imenso de falar sobre ele!

Diário de Viagem – Dia 1 & 2 (#Fotopost)

2019, As Minhas Coisas

Recordar viagens tanto nos pode trazer prazer, como o amargo sabor da saudade. Do que foram aqueles dias passados com os companheiros de viagem. As aventuras, fotografias. Caminhos errados e avisos meteorológicos ignorados. Tudo em prol da descoberta, tal e qual exploradores que somos. Desta forma, e até para perceberem como é que uma viagem pode inspirar um autor, quis dar-vos este Diário de Viagem. Quis chamá-lo de Diário de Bordo, mas queria algo diferente. E aqui está! Assim, ao longo das publicações desta semana, vou dar-vos a conhecer a viagem que fiz entre Porto – Santiago de Compostela – Corunha – Combarro – Vigo. Estão prontos? Preparem-se para horas na estrada, ventos fortes, chuva até dizer chega e muitas, muitas fotografias de momentos memoráveis.

Capitã MARVEL – O 1º Filme da MARVEL protagonizado por uma mulher

2019, Filmes & Séries

Estamos em março, no mês do dia da mulher. Num mês igualmente sombrio pelo acentuar de notícias sobre a violência doméstica sobre mulheres, com contornos bizarros a serem postos a público a cada notícia. Este é um tema do qual me tenho debruçado imenso. Que me tem acompanhado desde a licenciatura até o agora. Parece que nada mudou, que só piorou, é certo. Porém, pequenas mudanças vão acontecendo. Mudanças que acredito que ajudam a dar o protagonismo que a Mulher merece por tudo aquilo que consegue.

Peço desculpa, desde já, por estar a tocar em assuntos sensíveis e estar a compará-los com um filme. Mas, sendo sincero, acho que é preciso. Especialmente porque ainda há países onde as mulheres vivem sem direitos, com medo, com salários desiguais “ou simplesmente” com receio de serem mulheres por meio das suas oportunidades e segurança. Uma vez que somente 10% dos filmes da Marvel reproduziram cenas com mulheres, a importância deste filme (assim como todos os outros que se têm feito), assumem papéis importantes naquilo que é o consumo do audiovisual e que se pode traduzir para eventos de cultura POP e ajudar na desmistificação de muitas questões ligadas às desigualdades sociais existentes entre sexos. Como a Capitã Marvel saiu na quarta, era mais que justificado pegar nele. Contudo, o título em si é já traiçoeiro. E porquê? Porque em Portugal achou-se por bem traduzir Captain Marvel para Capitão Marvel. Pessoalmente, não acho correto. Não só se demonstra um desconhecimento da língua inglesa – que não atribui género – como é desrespeitador para o tema do filme e para o paradigma cultura que pretende transformar.

Dia da Mulher – Desconto Especial em Livros

2019, Esquecido

É hoje! O dia da mulher, pautado por um ano negro (novamente) para as vítimas de violência doméstica. Não há propriamente palavras para descrever o sentimento que acompanha os portugueses nestas notícias avassaladoras. Não próprias de uma sociedade moderna. Mas o mesmo se pode dizer ainda pelas desigualdades de género ainda existentes, quer na nossa sociedade, quer pelo mundo…

A cultura é assim, em muitos dos casos, uma forma de dar voz a todos nós. Pelo poder da imaginação, conseguimos colocar-nos no lugar dos outros. Perceber o que sentem e o que se passa, de facto, na cabeça de uma pessoa/personagem. Os livros conseguem assim ser reflexos de uma sociedade e do que o autor gostava para ela, ou perceciona. Quer no perdão, compreensão, justiça ou sentimentos.

Assim, a editora Cordel d´Prata está com uma promoção especial em todos os seus livros. Em todas as suas histórias que procuram dar voz e provocar a reflexão no leitor.

Esquecido | Livraria Cordel d´Prata

Entrevista ao autor Roy Dias

2019, Conversa entre Autores

Quando no início do ano vos falei de novidades para a Conversa Entre Autores não estava a brincar. E aqui está a primeira: ao longo deste primeiro semestre pretendo dar-vos a conhecer alguns dos autores com quem mais tenho contacto e que me ajudaram igualmente na versão 1.0 da rubrica. Posto isto, a entrevista de hoje diz respeito ao autor Roy Dias. Tendo já publicado três livros – dois pela Amazon e em inglês -, e o terceiro em português e pela editora Cordel d´Prata, tê-lo aqui era uma obrigação. E irão perceber o porquê!

Não esperem por algo curto. É uma entrevista diferente, completa e que vos deixará apaixonados pela história, garanto-vos!